Navigation

Haiti anuncia novo governo para sair da crise

(Arquivo) O novo premier do Haiti, Jean-Henry Ceant afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 06. setembro 2018 - 11:31
(AFP)

O Haiti anunciou seu novo governo, nesta quarta-feira (6) à noite, que terá a difícil tarefa de apaziguar o clima de confronto diante da situação socioeconômica, após os distúrbios de julho, que forçaram a renúncia do premiê Jack Guy Lafontant.

Lafontant deixou o cargo em 15 de julho, depois da violência deflagrada pelo aumento de 51% nos combustíveis, no âmbito das metas acordadas com o FMI. A medida foi anulada.

Horas depois, o presidente Juvenal Moise dirigiu uma mensagem ao país, na qual prometeu que o novo governo será "inclusivo" e terá como missão aliviar a miséria do povo e promover o desenvolvimento.

Em 7 de agosto, Moise apresentou Jean-Henry Céant, que fora seu adversário na eleição presidencial, como novo primeiro-ministro.

Prova da profunda divergência entre os Poderes Executivo e Legislativo, foi necessário um mês para chegar a um consenso sobre a formação do governo de Céant.

A lista de 18 ministros foi oficializada ontem à noite. O novo gabinete não implica uma ruptura com o anterior, já que seis deles permanecem no governo.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.