Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Homem reza pelas vítimas do voo MH17 da Malaysia Airlines perto do aeroporto de Schiphol, arredores de Amsterdã, em 22 de julho de 2014

(afp_tickers)

A quarta-feira foi declarada dia de "luto nacional" na Holanda, anunciou nesta terça à noite o governo, indicando que os aviões com os primeiros corpos das 298 vítimas do voo MH17 da Malaysia Airlines devem chegar ao país às 16h00 (11h00 de Brasília).

Após a aterrissagem das duas aeronaves, um avião de transporte australiano e outro do Exército holandês, será observado um minuto de silêncio.

As famílias das vítimas estarão presentes no aeroporto de Eindhoven, onde são os aviões vão aterrissar. Ao lado delas, o primeiro-ministro Mark Rutte e o casal real holandês, Willem-Alexander e Maxima, são esperados no local.

Representantes dos dez outros países de origem das vítimas também estarão presentes.

As bandeiras serão hasteadas a meio mastro e os sinos do país, que perdeu 193 cidadãos na tragédia, ressoarão.

O Boeing 777 da companhia Malaysia Airlines Amsterdã-Kuala Lumpur, foi derrubado na quinta-feira no leste da Ucrânia, em uma zona controlada pelos separatistas pró-russos.

AFP