Navigation

Homem mais rico da Alemanha morre aos 94 anos

Karl Albrecht afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 21. julho 2014 - 16:32
(AFP)

Karl Albrecht, 94 anos, fundador da cadeia internacional de supermercados Aldi e considerado o homem mais rico da Alemanha, morreu na semana passada.

O jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung (FAZ) informou nesta segunda-feira a sua morte, ocorrida na quarta-feira da semana passada.

Segundo a revista Forbes, Albrecht possuía a maior fortuna da Alemanha, com 19 bilhões de euros.

Chamado pela FAZ como "o maior patriarca do pós-guerra", foi enterrado nesta segunda-feira de manhã, "sem pompa, sem trá-lá-lá, sem público", no cemitério perto de sua casa em Essen (oeste) a poucos metros da túmulo de seu irmão Theo, que morreu em julho de 2010.

Foi ao lado de Theo que em 1960 fundou a Aldi, sigla formada pela contração de "Albrecht e Discount". Segundo a lenda, depois de voltar da guerra, em 1946, assumiu o comando de uma loja da família transformando-a em um frutífero negócio.

A imprensa alemã estima que Aldi tenha 10.000 filiais na Alemanha, Áustria, França, Estados Unidos e Austrália, para um volume de negócios anual avaliado em 40 bilhões de euros.

Embora a marca Aldi seja conhecida de todos os alemães, os dois irmãos sempre cultivaram a máxima discrição e sigilo após o sequestro de Theo em 1971, pelo que teve que pagar um resgate de sete milhões de euros.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.