Navigation

Inflação em 12 meses na Venezuela é de 3.684% em maio, segundo parlamento

O presidente de Venezuela, Nicolás Maduro, 13 de março de 2020 em Caracas afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 09. junho 2020 - 17:50
(AFP)

A inflação acumulada em 12 meses até maio na Venezuela é de 3.684%, de acordo com um relatório divulgado nesta terça-feira pelo Parlamento da maioria da oposição.

O relatório mensal, elaborado pela Assembleia Nacional unicameral desde 2017 devido à baixa disponibilidade de dados oficiais, indica que a inflação em maio foi de 15,3%, ante 80% em abril, enquanto o aumento de preços até agora 2020 é de 409,18%.

Em abril, o recorde em 12 meses foi superior ao de maio, com 4.210% no país do Caribe, que sofre com a inflação mais alta do mundo.

"Não é um retrocesso", explicou o deputado Rafael Guzmán, membro da comissão legislativa de finanças, em uma teleconferência. A variação ocorreu "devido à queda no consumo" dos venezuelanos em meio à pandemia do COVID-19.

Na segunda-feira, o Banco Central da Venezuela (BCV) registrou uma variação mensal de preços de 38,6% em maio, número superior ao registrado pelo parlamento.

A entidade emissora estima uma inflação cumulativa de 295,9% nos primeiros cinco meses de 2020, porém inferior à publicada pelo Legislativo.

A Venezuela, imersa na pior crise econômica de sua história moderna, caminha para o sétimo ano de recessão e o valor de sua moeda local foi pulverizado.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.