Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Depois de uma breve conversa, um grupo de insurgentes pró-russos deixou que os inspetores tivessem acesso ao local do impacto do aparelho que transportava 298 pessoas, e aparentemente foi derrubado por um míssil terra-ar.

(afp_tickers)

Cerca de 30 inspetores da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE) chegaram nesta sexta-feira no leste da Ucrânia, controlado pelos separatistas pró-russos e onde caiu o avião malaio, comprovou um jornalista da AFP.

Depois de uma breve conversa, um grupo de insurgentes pró-russos deixou que os inspetores tivessem acesso ao local do impacto do aparelho que transportava 298 pessoas, e aparentemente foi derrubado por um míssil terra-ar.

"Nós não somos uma equipe de investigadores. Estamos aqui para verificar se o perímetro é seguro e se os (corpos das) vítimas estão sendo tratados da maneira mais humana possível", declarou aos rebeldes Alexander Hug, um dos líderes da equipe.

AFP