Navigation

Israel adia lançamento de sua primeira sonda lunar

Anúncio da agência aeroespacial israelense sobre o lançamento da sonda, em 10 de julho de 2018 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 10. outubro 2018 - 18:50
(AFP)

A organização israelense responsável pelo primeiro programa de exploração lunar do país anunciou nesta quarta-feira que o lançamento de um foguete com uma sonda, originalmente planejado para dezembro, foi adiado para o início do próximo ano.

A SpaceIL disse que foi informada de uma "nova data" pela empresa privada americana SpaceX, de Elon Musk, que fornecerá o foguete para transportar a sonda para o espaço, atrasando o lançamento para o início de 2019.

O atraso deve-se às decisões da SpaceX, informou a SpaceIL em um comunicado, observando que os últimos testes da sonda (em forma de cápsula e pesando cerca de 585 kg) foram bem sucedidos.

A alunissagem estava originalmente programada para 13 de fevereiro de 2019, com a missão de realizar pesquisas em seu campo magnético e plantar uma bandeira israelense.

Não foram informadas as novas datas para o lançamento e pouso.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.