Navigation

Jean Henry Céant é nomeado primeiro-ministro do Haiti

Manifestantes participam de protesto contra o governo nas ruas de Porto Príncipe, 14 de julho de 2018 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 05. agosto 2018 - 22:39
(AFP)

O presidente do Haiti, Jovenel Moïse, anunciou neste domingo (5) a nomeação de Jean Henry Céant, um tabelião de 61 anos, ao cargo de primeiro-ministro, após a queda do antecessor, em consequência de protestos multitudinários.

Moïse fez a nomeação três semanas depois das revoltas contra o aumento dos preços dos combustíveis e depois de dois dias de intensas negociações com os presidentes das duas Câmaras do Parlamento.

"Após consultas com os presidentes dos dois ramos do Parlamento, escolhi o cidadão @jeanhenryceant como novo primeiro-ministro", tuitou o presidente.

Céant obteve 0,75% dos votos nas eleições presidenciais de 2016. Tabelião de profissão, ele nasceu em setembro de 1956.

Se sua nomeação foi ratificada pelo Parlamento, será o segundo chefe de governo do presidente Jovenel Moïse.

Em 6 e 7 de julho, o Haiti viveu dois dias de caos, após o anúncio de um forte aumento nos preços dos combustíveis.

Os intensos protestos levaram à suspensão da medida e o primeiro-ministro Jack Guy Lafontant e seu governo foram obrigados a renunciar em 14 de julho.

A situação permanece tensa, e a oposição, chefiada pelo partido do ex-presidente Jean-Bertrand Aristide, permanece mobilizada, exigindo a demissão de Jovenel Moïse e a convocação de novas eleições.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.