Navigation

Justiça peruana suspende audiência sobre liberdade de Keiko Fujimori

(Arquivo) A líder do partido opositor peruano Força Popular, Keiko Fujimori afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 05. julho 2019 - 17:37
(AFP)

A Suprema Corte do Peru suspendeu uma audiência no último minuto desta sexta-feira em que decidirá se liberta a líder da oposição, Keiko Fujimori, depois que um de seus juízes foi excluído do caso, informou o judiciário.

Jorge Castañeda, um dos cinco juízes do Supremo, decidiu desqualificar-se após a imprensa transmitir um áudio de sua conversa com o juiz demitido do Supremo Tribunal César Hinostroza, acusado de liderar uma rede de corrupção no sistema judicial.

O tribunal tem agora até 20 dias para emitir sua decisão.

Keiko, de 44 anos, ex-congressista e primogênita do ex-presidente Alberto Fujimori (1990-2000) - também preso - se encontra em presídio feminino desde 31 de outubro de 2018.

O Ministério Público a acusa de lavagem de dinheiro e recebimento de propina da construtora brasileira Odebrecht, em um escândalo que atinge quatro ex-presidente peruanos.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.