Navigation

Laboratório chinês é multado em US$ 1,3 bilhão por vacinas adulteradas

(Arquivo) Entrada do laboratório Changchun Changsheng, localizado na província chinesa de Jilin afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 16. outubro 2018 - 13:47
(AFP)

O laboratório chinês Changchun Changsheng, envolvido em um caso de vacinas adulteradas, terá que pagar uma multa de 9,1 bilhões de iuanes (cerca de 1,3 bilhão de dólares), anunciou nesta terça-feira a autoridade chinesa do órgão de controle de drogas.

Em julho, os serviços de saúde descobriram um processo ilegal de fabricação de vacinas antirrábicas neste laboratório localizado na província de Jilin (nordeste).

A presidente da firma e outras 14 pessoas foram presas em conexão com o escândalo em julho, enquanto que várias autoridades nacionais, provinciais e locais foram demitidas.

O fabricante de vacinas antirrábicas foi condenado a interromper a produção depois de ter sido descoberto que falsificava seus registros.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.