Navigation

Médico que alertou sobre coronavírus morre em decorrência da doença

Produção de máscaras de proteção contra vírus na China afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 06. fevereiro 2020 - 21:22
(AFP)

Um médico chinês que foi um dos primeiros a alertar publicamente sobre o novo coronavírus morreu em decorrência da doença nesta quinta-feira (sexta-feira no horário local), segundo o anúncio do hospital em ele estava internado.

O oftalmologista Li Wenliang morreu da infecção às 2h58 da manhã (horário local), informou o Hospital Central de Wuhan em uma postagem publicada na plataforma de mídia social chinesa Weibo.

"O oftalmologista Li Wenliang de nosso hospital, que infelizmente foi infectado enquanto lutava contra a epidemia de pneumonia do novo coronavírus, morreu às 02h58 [...] apesar de todos os esforços realizados para salvá-lo", afirma a publicação.

Após atender pacientes com sintomas similares aos da Síndrome Respiratória Aguda Severo (Sars), Li enviou uma mensagem a seus colegas advertindo que usassem máscaras para se protegerem.

Mais tarde, as autoridades o acusaram, junto com outras oito pessoas, de "propagação de rumores".

Ele contraiu a doença ao tratar um paciente. Internautas chineses se referiram a ele como um herói.

Mais de 560 pessoas morreram na China pelo novo coronavírus, que infectou 28.000 no país.

burs-dma/it/jvb/cc/ll

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.