Navigation

México supera 40.000 mortes por COVID-19

Foto de arquivo de 18 de maio de 2020 no cemitério municipal de Ciudad Nezahualcoyotl afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 22. julho 2020 - 01:12
(AFP)

A Secretaria de Saúde do México registrou nesta terça-feira (21) que o país alcançou a marca de 40.400 mortes por COVID-19, em um balanço técnico que calcula 915 falecimentos e 6.859 novos casos nas últimas 24 horas.

Com 127 milhões de habitantes, o México é o quarto país com mais mortes no mundo, atrás de Estados Unidos, Brasil e Reino Unido, de acordo com um balanço da AFP baseado em dados oficiais.

O México iniciou em junho uma gradual reabertura econômica, o que, segundo Hugo López-Gatell, subsecretário de Saúde e responsável pela estratégia de combate ao coronavírus, sempre representa um risco de surgimento de novos casos.

A Cidade do México é o epicentro do vírus. Nesta terça-feira, registram um total de 64.431 casos confirmados e 8.354 falecimentos na capital.

Em final de maio, López-Gatell declarou em entrevista à AFP que as mortes poderiam chegar a 30.000 no México se medidas de confinamento não fossem implementadas, um previsão que o subsecretário elevou para 35.000 em seguida.

O governo mexicano reconverteu e habilitou mais de 900 hospitais destinados a atender pacientes com COVID-19. A Secretaria de Saúde garantiu nesta terça-feira que 37% das camas com respirador à disposição para os casos mais graves estão ocupadas.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.