Navigation

México ultrapassa 1.000 mortos por COVID-19

(Arquivo) O presidente mexicano Andres Manuel López Obrador afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 24. abril 2020 - 00:15
(AFP)

O México excedeu 1.000 mortes por COVID-19 e registrou pouco mais de 11.000 casos confirmados da doença, informou o Ministério da Saúde nesta quinta-feira em seu relatório diário.

O país registrou 99 mortes pela doença nas últimas 24 horas para atingir um total acumulado de 1.069 mortes e 11.633 contágios.

"Estamos na fase de rápido aumento do número diário de casos e continuaremos a ter mais e mais casos de doenças, de pessoas que necessitam de hospitalização e pessoas gravemente doentes, até atingirmos o pico desta epidemia", afirmou durante uma coletiva de imprensa, Hugo López-Gatell, Subsecretário de Saúde.

O número chega dois dias depois que as autoridades elevaram o nível de alerta para um aumento acelerado de infecções pelo coronavírus, em meio a temores de uma saturação do sistema hospitalar.

O governo mexicano estima que o pico de contágios aconteça entre 8 e 10 de maio.

Para evitar que os hospitais fiquem saturados, o governo federal suspendeu todas as atividades não essenciais até 30 de maio e instou a população a ficar em casa, embora não tenha solicitado quarentena obrigatória.

yug\yow/cc

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.