Navigation

Maduro entrega minas de ouro a governadores como orçamento

Foto divulgada pelo Palácio Presidencial de Miraflores, mostrando o presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, em reunião com os governadores do estado no Palácio de Miraflores, em Caracas afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 16. outubro 2019 - 13:22
(AFP)

O governo venezuelano, asfixiado por uma severa crise de liquidez, entregará uma mina de ouro a cada Estado para financiar seu orçamento, anunciou nesta terça-feira o presidente Nicolás Maduro.

"Vou entregar uma mina de ouro em pleno processo produtivo, em plena capacidade produtiva, a cada governo" estadual, disse Maduro em rede nacional de TV.

O presidente destacou que os governadores terão "de imediato" os recursos provenientes das minas para investir em "tantas necessidades" de seus estados e assim contornar o "bloqueio" econômico imposto pelos Estados Unidos.

A Venezuela tem 23 estados, sendo 19 governados por partidários do governo, além do distrito capital.

"Recurso direto da mina de ouro para os Estados, da mina de ouro para os governos do povo", destacou Maduro após se reunir com os governadores aliados.

Afundado em uma disputa política com o líder opositor Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino por mais de cinquenta países, Maduro é alvo de sanções do governo dos Estados Unidos que incluem um embargo petroleiro e o congelamento de ativos do país.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.