Navigation

Mais de 40% dos portadores de coronavírus em cidade italiana eram assintomáticos

Um soldado italiano patrulha perto da cidade de Vo Vecchio, norte da Itália afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 30. junho 2020 - 19:10
(AFP)

Mais de 40% dos habitantes de uma cidade italiana, que testaram positivo à COVID-19, não apresentaram nenhum sintoma da doença, segundo um estudo publicado nesta terça-feira (30) que destaca a rápida propagação do coronavírus.

Esse estudo mostra a importância dos testes de diagnóstico em massa e do isolamento dos portadores do vírus para conter os focos de contágio, de acordo com os autores da pesquisa, publicada na revista científica Nature.

No final de fevereiro, foi registrada a primeira morte pelo vírus na Itália na cidade de Vo' (3.200 habitantes), no norte da península. Imediatamente foi imposto um confinamento de duas semanas, durante o qual os cientistas puderam fazer testes em mais de 85% da população.

O estudo mostra também que as crianças menores de 10 anos não deram positivo no teste, mesmo as que viviam com adultos infectados.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.