Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Milhares de pessoas participaram de manifestações neste sábado em várias cidades francesas, incluindo mais de 10.000 em Paris, contra a ofensiva israelense em Gaza e contra a posição do governo francês diante do conflito.

(afp_tickers)

Milhares de pessoas participaram de manifestações neste sábado em várias cidades francesas, incluindo mais de 10.000 em Paris, contra a ofensiva israelense em Gaza e contra a posição do governo francês diante do conflito.

Marchas pró-palestinas, aos gritos de "Israel assassino, Hollande cúmplice" foram realizadas sem incidentes em Lyon (centro-este), Marselha (sul), Lille (norte), Montpellier (sul) e Avignon (sul).

A principal manifestação aconteceu em Paris, onde se reuniram entre 11.500 (de acordo com a polícia) e 20.000 pessoas (segundo os organizadores).

"Estamos aqui para mostrar nosso total apoio à resistência palestina e para denunciar este governo (francês) vergonhoso, alinhado com a posição de Israel", declarou em Paris Omar Alsoumi, um dos membros do Movimento da Juventude Palestina (PYM, nas siglas em inglês).

"Estou aqui para apoiar de todo o meu coração o povo palestino e a política do Hamas, que combate de forma regular e não ataca os mais frágeis, como faz o Tshahal (Exército israelense)", argumentou Amar, um manifestante de 60 anos.

Para ele, a posição de França em relação à ofensiva israelense em Gaza é "catastrófica". "Sou francês, e nunca estive tão decepcionado com a França como agora", disse.

"Sou mãe de quatro crianças e o que vejo pela televisão não é possível, é um crime contra a Humanidade", protestou Latifa Aiad, membro da associação França-Palestina de Mitry-Mory, na região parisiense.

Em Marselha, cerca de 2.300 pessoas, segundo a Prefeitura, saíram às ruas para protestar contra a operação em Gaza.

Em Lyon (centro-oeste), uma manifestação parecida reuniu 2.000 pessoas, segundo os organizadores, e 1.600, segundo a Prefeitura.

Alguns manifestantes exibiam cartazes com os nomes de vítimas mortas em combates em Gaza.

Em Lille (norte), entre 700 e 3.000 pessoas protestaram gritando palavras de ordem como de "Gaza ocupada, Europa deve agir". Uma enorme bandeira palestina, carregada por cerca de vinte manifestantes, encerrou o cortejo.

Outro ato reuniu em Montpellier (sul) entre 700 e 800 pessoas, segundo a polícia. Nele, cartazes traziam mensagens como "Fim ao massacre do povo palestino" e "Viva a resistência palestina em Gaza".

Um pouco mais cedo, em Avignon, também no sul da França, outra manifestação pró-Palestina reuniu aproximadamente 300 pessoas, de acordo com a polícia. Crianças usando roupas com manchas vermelhas abriram a marcha, constatou um jornalista da AFP.

A ofensiva israelense em Gaza já resultou na morte de 1.810 palestinos, na maioria civis. Do lado israelense, morreram 63 soldados e três civis.

AFP