Navigation

Milhares de israelenses pedem libertação de jovens sequestrados

Israelenses se concentram em Tel Aviv para pedir a libertação dos adolescentes afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 29. junho 2014 - 20:43
(AFP)

Milhares de israelenses se reuniram neste domingo em Tel Aviv para prestar solidariedade aos três jovens compatriotas sequestrados em 12 de junho na Cisjordânia ocupada, informou a polícia local.

Os manifestantes rezaram e cantaram durante o ato. As mães dos reféns relançaram os apelos por sua libertação.

O presidente israelense eleito, Reuven Rivlin, que deve tomar posse em julho, pediu à comunidade internacional "que não se contente com condenar esses sequestros, mas que aja para a libertação dos três jovens israelenses".

Estudantes de escolas religiosas judaicas, os três desapareceram quando pediam carona perto de Gush Etzion, um bloco de colônias na Cisjordânia ocupada, entre as cidades palestinas de Belém e de Hebron.

O Exército israelense lançou uma operação na Cisjordânia para encontrá-los, mas sem sucesso até o momento. Nessa investida militar, cinco palestinos já foram mortos, e outros 400, detidos - a maioria integrante do Hamas.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.