Navigation

Milhares de peruanos protestam contra corrupção no sistema judicial

Manifestantes participam em marcha contra a corrupção do sistema judicial em Lima, Peru, em 19 de julho de 2018 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 20. julho 2018 - 00:32
(AFP)

Milhares de peruanos marcharam contra a corrupção nesta quinta-feira em várias cidades do país para expressar indignação pelo escândalo de áudios de juízes negociando sentenças que já provocou a renúncia do presidente da Suprema Corte e do ministro da Justiça.

Frases como "Unidos contra a corrupção" e "Todas as instituições do Estado estão podres" podiam ser lidas em cartazes erguidos por manifestantes convocados pelos coletivos civis durante o protesto no centro histórico de Lima.

"Hoje estamos de luto. Estamos indignados pelas atitudes dos políticos corruptos e pela administração da justiça", disse ao canal N de televisão uma manifestante que pediu anonimato.

Segundo o Canal N, cerca de 10.000 pessoas participaram da manifestação.

O presidente Martín Vizcarra apoiou o protesto e pediu para que ocorresse de forma pacífica.

"Estamos atuando de maneira firme para construir um Peru mais justo e soberano. Entendo e compartilho as motivações da indignação cidadã frente à corrupção, e peço aos que se manifestam para que façam isso de maneira pacífica e respeitando a lei", escreveu Vizcarra em sua conta do Twitter.

A líder opositora Keiko Fujimori disse que seu partido compartilha "o sentimento de cidadania de sair às ruas para protestar".

Outras mobilizações ocorreram nas cidades de Cusco, Puno, Iquitos, Chiclayo, Huaraz, Chimbote, Trujillo e Huancayo.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.