Navigation

Milhares de pessoas fazem fila para ver a gigante e rara flor-cadáver

Mulheres fotografam a planta conhecida como flor-cadáver, que floresce uma vez a cada 10 anos, no jardim botânico de Nantes, França, em 30 de junho de 2014 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 30. junho 2014 - 20:39
(AFP)

Milhares de curiosos enfrentaram longas filas na cidade francesa de Nantes, esta segunda-feira, para visitar a rara e enorme planta conhecida como flor-cadáver, que floresce apenas uma vez a cada década.

Mais de duas pessoas correram para ver a "Amorphophallus titanum", no Jardim Botânico da cidade, antes do início da florescência, no domingo.

A flor, com forma de falo e um odor forte de carne podre que lhe rendeu o apelido, é a maior do mundo, podendo chegar a até 3 metros de altura. A de Nantes mede apenas 1,6 metro.

Ela aparece apenas uma vez a cada dez anos, e sua florescência dura 72 horas.

Endêmica de Sumatra Ocidental, a planta é cultivada em muitos jardins botânicos. O exemplar de Nantes chegou em 2012.

"É uma flor bonita, bem desenhada, bem estruturada", afirmou o visitante Christian Hamon.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?