Navigation

Ministro da Saúde do Chile renuncia em plena crise de coronavírus

Trabalhador verifica a temperatura de um cliente, em frente a um supermercado em Valparaíso (Chile) afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 13. junho 2020 - 16:51
(AFP)

O ministro da Saúde do Chile, Jaime Mañalich, renunciou neste sábado (13) em plena crise de coronavírus, após mais de uma semana de polêmicas sobre os dados da pandemia, que deixa mais de 3.000 mortos no país.

No seu lugar foi designado o ex-presidente da Faculdade de Medicina, Enrique Paris.

Há dois dias os novos casos somam mais de 6.500 e o número de mortos ultrapassa os 200 nas últimas 24 horas, para um total de 167.355 infectados e 3.101 mortos desde 3 de março, quando foi registrado o primeiro caso de coronavírus no país.

As críticas contra Mañalich aumentaram na última semana após mudanças na metodologia para contabilizar as mortes, inexplicável para muitos epidemiologistas.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.