Navigation

Morales descarta negociação política para solucionar crise eleitoral na Bolívia

(Arquivo) O presidente da Bolívia, Evo Morales afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 26. outubro 2019 - 22:31
(AFP)

O presidente boliviano, Evo Morales, descartou neste sábado qualquer negociação política com a oposição, que questiona sua vitória eleitoral e exerce pressão nas ruas para forçar um segundo turno, apesar de o tribunal ter declarado o presidente vencedor.

"Quero dizer a vocês: aqui não há negociação política, aqui se respeita a Constituição e o partido que venceu as últimas eleições nacionais. Quero que a direita boliviana saiba disso", disse o presidente em tom desafiador, durante ato público neste sábado em Cochabamba (centro).

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.