Navigation

Número 'sem precedentes' de migrantes cruza fronteira com México, diz EUA

Imigrante guatemalteco tenta entrar nos Estados Unidos pela fronteira do Novo México afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 13. agosto 2021 - 13:52
(AFP)

Um número "sem precedentes" de migrantes foi interceptado, ao cruzar ilegalmente a fronteira entre Estados e México em julho - anunciou o secretário de Segurança Interna dos EUA, Alejandro Mayorkas.

A patrulha de fronteira registrou mais de 200.000 casos de pessoas que tentaram entrar nos Estados Unidos no referido mês, de acordo com o Escritório de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA.

"Estamos encontrando um número sem precedentes de migrantes entre os portos de entrada da nossa fronteira sul", declarou o secretário Mayorkas, em entrevista coletiva no estado do Texas.

"A situação na fronteira é um dos desafios mais difíceis que enfrentamos. É complicada, mutável e afeta pessoas vulneráveis em um momento de pandemia global", acrescentou.

As chegadas de imigrantes aos Estados Unidos diminuíram de forma considerável durante a fase inicial da pandemia da covid-19, mas voltaram a avançar ainda em 2020 e aumentaram quando o presidente Joe Biden assumiu o cargo.

Os números mais recentes mostram um desvio das tendências sazonais. O clima quente do verão costuma reduzir o número de migrantes que tentam fazer a travessia.

As autoridades fronteiriças também disseram que o número de crianças desacompanhadas aumentou 24% em julho, para algo em torno de 19.000, na comparação com o mês anterior.

Um número significativo de expulsões durante a pandemia também contribuiu para "um número maior do que o habitual de migrantes que fazem múltiplas tentativas de cruzamento da fronteira".

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?