Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Engenheiros da Nasa trabalham no lançamento do Orbiting Carbon Observatory-2, um satélite para medir os níveis de dióxido de carbono (CO2), em 30 de junho de 2014

(afp_tickers)

A Nasa tentará novamente, na quarta-feira, lançar um satélite para medir os níveis de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera, o gás com maior incidência no aquecimento global.

A tentativa inicial de lançar o Orbiting Carbon Observatory-2 (OCO-2) foi abortada no último minuto nesta terça-feira, devido a um problema com o fluxo de água do foguete, indicou a agência espacial americana.

A próxima tentativa será na quarta-feira, às 09h56 GMT (06h56 de Brasília), na Base Vandenberg da Força Aérea Americana, na Califórnia (oeste).

"Esperando os resultados da solução do problema, o lançamento foi reprogramado para a quarta-feira", anunciou a Nasa em sua página na internet.

Experimentos anteriores de lançar satélites de carbono fracassaram em 2009 e 2011. Desta vez, no entanto, a agência adotou um tipo de foguete diferente, o Delta-2.

A janela de lançamento para esta terça-feira era de apenas 30 segundos.

O tempo de lançamento deve ser preciso, para que o satélite possa unir-se ao A-Train, um conjunto de outros cinco satélites internacionais para a observação da Terra.

AFP