Navigation

Neonazistas do Amanhecer Dourado agredem policiais e jornalistas na Grécia

Simpatizantes do partido neonazista Amanhecer Dourado fazem ato em Atenas, Grécia, em 4 de julho de 2014 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 04. julho 2014 - 18:18
(AFP)

A polícia grega dispersou com gases lacrimogênios nesta sexta-feira uma concentração de dezenas de simpatizantes do partido neonazista Amanhecer Dourado depois que os militantes agrediram jornalistas diante do Supremo Tribunal.

Membros do grupo, que gritavam slogans como "Sangue, honra, Amanhecer Dourado" e exibiam bandeira do partido e da a Grécia, agrediram policiais e jornalistas como parte de seus protestos pelo fato de seus deputados não serem mais entrevistados desde o assassinato em setembro do músico antifacista Pavlos Fyssas nas mãos de um neonazista.

A Federação de Jornalistas grega e a Associação de Imprensa Estrangeira condenaram os ataques, que deixaram três fotógrafos feridos.Os incidentes ocorreram no momento em que o líder deste movimento de extrema-direita se encontrava no Supremo Tribunal apra responder por porte de armas ilegais.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.