Navigation

Nicarágua concede nacionalidade a ex-presidente de El Salvador

(Arquivo) Foto divulgada pela presidência da Nicarágua mostra o ex-presidente Mauricio Funes durante entrevista em Manágua, capital do país, em 8 de setembro de 2016 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 30. julho 2019 - 19:37
(AFP)

A Nicarágua concedeu nacionalidade ao ex-presidente salvadorenho Mauricio Funes, asilado no país desde 2016, quando fugiu de El Salvador para escapar da perseguição política após ser acusado de corrupção, informou nesta terça-feira o jornal oficial nicaraguense.

O Ministério de Governo resolveu "conceder a nacionalidade nicaraguense na qualidade de nacionalizado ao cidadão Carlos Mauricio Funes Cartagena, originário da República de El Salvador", publicou a La Gaceta Oficial nicaraguense.

Em El Salvador, Funes (2009-2014) enfrenta cinco pedidos de prisão por acusações de vários crimes de corrupção.

A Nicarágua também concedeu nacionalidade à mulher de Funes, Ada Mitchell Guzmán Sigüenza, e a seus filhos, Diego Roberto Funes Cañas e Carlos Mauricio Funes Velásco.

O jornal aponta que Funes e seu grupo familiar terão "direitos e prerrogativas concedidos em lei".

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.