Navigation

Obama afirma que EUA são modelo de democracia para o resto do mundo

Na opinião do presidente americano, hoje não há nenhum país que não mudaria com satisfação de lugar com os Estados Unidos. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 04. julho 2014 - 12:33
(AFP)

O presidente Barack Obama afirmou nesta sexta-feira, dia em que os Estados Unidos comemoram a declaração de Independência de 1776, que o país é um modelo de democracia e de forma de vida para o resto do planeta.

"Há 238 anos, nossos fundadores se reuniram na Filadélfia para lançar nosso experimento americano", disse Obama no discurso semanal de rádio e internet, antecipado em 24 horas pelo feriado de 4 de julho.

"Estes primeiros patriotas podem ter vindo de diferentes origens e diferentes caminhos na vida. Mas estavam unidos pela crença em uma verdade simples: que todos somos criados iguais, que todos somos dotados por nosso Criador com certos direitos inalienáveis e que, entre estes direitos, estão a vida, a liberdade e a busca da felicidade", completou.

Esta convicção "nos ajudou a construir a democracia mais forte, a maior classe média e o exército mais poderoso que o mundo já conheceu", disse Obama.

"E hoje, não há nação na Terra que não mudaria com satisfação de lugar com os Estados Unidos", destacou o presidente americano, que aproveitou a oportunidade para mencionar a seleção americana que disputou a Copa do Mundo do Brasil e que foi eliminada pela Bélgica na terça-feira.

"Estamos orgulhosos de vocês, têm uma grande quantidade de novos torcedores", disse o presidente, que também elogiou o goleiro Tim Howard, destaque americano no Mundial.

"Sei que atualmente existe uma petição no site da Casa Branca para transformar Tim Howard no próximo secretário de Defesa. Chuck Hagel ocupa este cargo atualmente, mas se o posto ficar vago, vou pensar", brincou.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.