Navigation

ONU critica países desenvolvidos por 'estoque' de vacinas

(Arquivo) O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 28. março 2021 - 22:48
(AFP)

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, criticou os países desenvolvidos por criarem um "estoque" de vacinas contra a Covid-19, e pediu aos mesmos que compartilhem os imunizantes com o restante do mundo, a fim de ajudar a encerrar a pandemia.

"Estou muito preocupado com essa distribuição bastante injusta das vacinas", declarou Guterres, em entrevista exibida neste domingo pelo canal canadense CBC. "É do interesse geral garantir que, assim que possível e de forma justa, todos sejam vacinados em todos os lugares, e que as vacinas sejam consideradas um bem público verdadeiramente mundial."

O chefe da ONU criticou o "interesse próprio" dos países ricos em acumular vacinas além da necessidade de suas populações. "Não faz sentido. Pedimos aos países desenvolvidos que compartilhem algumas das vacinas que compraram e, em muitas situações, compraram mais do que precisam."

O secretário-geral lamentou que o sistema internacional Covax esteja enfrentando "dificuldades, porque houve muito acúmulo". Ele assinalou que pôr fim à pandemia "depende muito da possibilidade de vacinar o mais rapidamente possível a população de todo o mundo", e se pronunciou a favor de um mecanismo promovido pelo G20 para colocar em prática um plano mundial de vacinação.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?