Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, pediu às forças da Ucrânia e aos separatistas pró-russos que cessem imediatamente os combates perto da zona onde caiu o voo MH17

(afp_tickers)

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, pediu às forças da Ucrânia e aos separatistas pró-russos que cessem imediatamente os combates perto da zona onde caiu o voo MH17.

"Ban pede a todas as partes que cessem imediatamente as hostilidades nas proximidades do local onde caiu o avião para permitir que as equipes internacionais tenham acesso sem obstáculos", afirmou seu porta-voz, acrescentando que ainda há restos humanos espalhados que, além de evidências essenciais, pertencem às famílias das vítimas da tragédia.

Os combates entre o exército ucraniano e os separatistas pró-russos no leste da Ucrânia impediram novamente nesta quarta-feira os investigadores internacionais de se dirigirem ao local do acidente com o voo MH17, anunciou o chefe holandês da missão de repatriação dos corpos das vítimas.

"A insegurança na estrada e ao longo da estrada é muito grande", declarou Pieter-Jaap Aalsbersberg, citado em um comunicado. "É o que concluímos com base em uma missão de reconhecimento da OSCE (Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa) durante o dia".

AFP