Navigation

Onze policiais mortos em confrontos perto da cidade iraquiana de Ramadi

A queda de Ramadi seria uma vitória importante para os insurgentes, que já controlam amplas áreas de território em cinco províncias afegãs, sobretudo Al-Anbar. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 11. julho 2014 - 11:20
(AFP)

Pelo menos 11 policiais morreram e 24 ficaram feridos em confrontos com insurgentes sunitas perto da cidade de Ramadi, 100 km ao oeste de Bagdá.

Os combates ao oeste da capital da província de Al-Anbar, onde os rebeldes controlam alguns setores desde janeiro, começaram na quinta-feira à tarde e prosseguiam nesta sexta-feira.

Os insurgentes assumiram o controle de várias zonas ao oeste da cidade desde o início dos combates. Também tomaram uma delegacia e provocaram uma explosão em outra.

A queda de Ramadi seria uma vitória importante para os insurgentes, que já controlam amplas áreas de território em cinco províncias afegãs, sobretudo Al-Anbar.

Os distúrbios nesta província de maioria sunita, ma fronteira com a Síria, começaram no fim de 2013. Em janeiro, os rebeldes se apropriaram de vários setores de Ramadi e de toda Fallujah, 60 km ao oeste de Bagdá.

Os insurgentes sunitas, liderados pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), iniciaram em 9 de junho uma ofensiva que permitiu controlar Mossul, segunda maior cidade do Iraque, grande parte de sua província, Nínive, e alguns sectores das províncias de Diyala, Saladino, Kirkuk e Al-Anbar.

O exército iraquiano iniciou uma contraofensiva para recuperar os territórios, mas sem muito sucesso até o momento.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.