Navigation

Opositores ao presidente do México acampam para exigir sua renúncia

Membros da Frente Nacional Anti-AMLO em protesto contra o presidente mexicano Andrés Manuel Lopez Obrador (ALMO), ao longo da Avenida Juarez na Cidade do México pelo quarto dia em 22 de setembro de 2020 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 24. setembro 2020 - 00:17
(AFP)

Dezenas de opositores mexicanos acamparam em frente ao palácio presidencial nesta quarta-feira(23) para exigir a renúncia do presidente de esquerda Andrés Manuel López Obrador.

Entre gritos e empurrões, os manifestantes armaram cinquenta barracas coloridas no Zócalo, na Cidade do México, a partir de uma avenida central.

Os manifestantes são apoiadores da Frente Nacional Anti-AMLO (Frenaaa), que há meses mobiliza caravanas contra Obrador e promete permanecer no acampamento até sua renúncia.

A polícia impediu a entrada dos manifestantes no Zócalo no sábado. "Vamos protestar aqui no Zócalo até que López [Obrador] vá embora, estamos certos", disse à imprensa Gilberto Lozano, líder do Frenaaa.

Lozano, um empresário da próspera cidade de Monterrey (norte), abandonou a primeira concentração no fim de semana citando problemas de saúde.

Os partidários da Frenaaa criticam a gestão da pandemia de covid-19 que deixou cerca de 74 mil mortos no México e da crise econômica decorrente.

Mas López Obrador, eleito para o mandato 2018-2024, disse nesta quarta-feira que os manifestantes são bem-vindos.

"Não há mais nada que eles não simulem", disse o presidente em sua habitual conferência matinal.

“Deixem os líderes dormirem”, acrescentou, referindo-se ao fato de muitas barracas permanecerem vazias, segundo jornalistas da AFP.

A polícia da capital limitou o acesso ao Zócalo como medida sanitária e os ativistas encontraram cercas que dividiam metade da praça.

“Temos um ditador como presidente (...) Ele é corrupto, as pessoas que trabalham com ele são corruptas”, disse Guillermina Moreno, uma dona de casa de 60 anos, que agitava uma bandeira mexicana.

Entre os membros da Frenaaa destaca-se um grupo de católicos que nesta quarta-feira rezaram e cantaram canções religiosas, carregando imagens da Virgem de Guadalupe, padroeira do México.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.