Navigation

Papa Francisco segue 'com preocupação' o que acontece no Equador

Papa Francisco e um grupo de religiosos, na missa de canonização do cardeal John Henry Newman e Dulce Lopes Pontes, junto com outras três pessoas, neste domingo, 13 de outubro na praça de São Pedro, no Vaticano afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 13. outubro 2019 - 10:08
(AFP)

O papa Francisco afirmou, neste domingo (13), que acompanha "com preocupação" a situação no Equador, país mergulhado em uma grave crise social que deixou seis mortos e cerca de mil feridos.

"Acompanho com preocupação, junto com todos os membros do Sínodo de bispos da região da Amazônia e, mais especialmente, os procedentes do Equador, o que acontece nestas últimas duas semanas no país" sul-americano, disse o pontífice argentino, antes da Oração do Ângelus.

"Confio (ao Equador) a oração comum e (...) me uno à dor pelos mortos e pelos feridos", continuou Francisco, falando em italiano.

"Estimulo a que se busque a paz social, com uma atenção particular às populações mais vulneráveis e aos direitos humanos", concluiu o papa.

A violenta crise que se arrasta há vários dias no Equador foi deflagrada pelo anúncio de medidas econômicas adotadas em troca de um empréstimo do FMI.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.