Navigation

Pelo menos dez pessoas assassinadas em dois novos massacres na Colômbia

Uma bandeira do Exército de Libertação Nacional (ELN) na selva de Catatumbo, na Colômbia, 18 de setembro de 2018 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 21. setembro 2020 - 21:43
(AFP)

Pelo menos dez pessoas foram assassinadas em duas novas matanças no sudoeste da Colômbia, em meio às piores investidas de grupos armados no país desde que foi assinado a paz entre o governo e a ex-guerrilha Farc em 2016.

No domingo foi registrado um massacre de seis pessoas, uma delas menor de idade, no departamento de Cauca. Ao que tudo indica, um grupo armado atirou contra a plateia de uma rinha de galos. O ataque também deixou vários feridos.

Nesta segunda-feira, as autoridades locais informaram a AFP sobre o assassinato de quaro jovens negros no município de Mosquera, no departamento vizinho de Nariño. De acordo com uma porta-voz, as vítimas pertenciam a um município próximo e os cadáveres foram encontrados em um manguezal.

A funcionário da prefeitura local citou um vídeo que circula nas redes sociais no qual seria possível ver os supostos assassinos dentro de uma embarcação baleando os cadáveres dos jovens.

"Infelizmente, a onda de violência segue aumentando em nosso departamento', lamentou o secretário de Governo de Nariño, Francisco Cerón.

Em ambos os casos, as autoridades acreditam que os autores dos massacres são dissidentes das FARC.

De acordo com o observatório independente Indepaz, foram registrados em 2020 na Colômbia 61 massacres -homicídios de pelo menos três pessoas em um ataque-, o que reflete a crescente onda de violência no país nos últimos meses.

Nos departamentos de Nariño e Cauca, grupos armados disputam o controle da mineração ilegal, milhares de hectares de 'narcocultivos' e as rotas para enviar a droga pelo Pacífico rumo à América Central e Estados Unidos.

Existem cerca de 2.300 dissidentes das FARC que operam sem mando unificado.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.