Navigation

Peru prorroga emergência sanitária até março

(Arquivo) Trabalhadores da saúde próximos à caixões de vítimas da covid-19, em Lima afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 13. agosto 2021 - 23:52
(AFP)

O Peru prorrogou nesta sexta-feira o estado de emergência sanitária devido à Covid-19 até 1º de março de 2022, devido à terceira onda da pandemia.

“Para essa nova onda que se aproxima, é necessário prever e agir”, disse o primeiro-ministro Guido Bellido em entrevista coletiva. “Trabalhamos com muito comprometimento no governo para enfrentar a situação da pandemia, que hoje nos deixa um pouco preocupados, e também a terceira onda que se anuncia.”

Essa é a quinta prorrogação do estado de emergência, decretado inicialmente em março de 2020, dias após os primeiros casos de Covid serem detectados no Peru. A última prorrogação venceria em 2 de setembro.

O ministro da Saúde, Hernando Cevallos, anunciou esta semana que o ministério se preparava para a terceira onda da pandemia, que deve começar na última semana de setembro, previu.

Autoridades peruanas projetam que a terceira onda causará 67.300 mortes, em um cenário conservador, e 115.000 no pior dos casos. Atualmente, a taxa de mortalidade é de 5.973,3 por milhão, de acordo com dados da AFP baseados em fontes oficiais.

O Peru, com 33 milhões de habitantes, registra mais de 197.000 mortos e mais de 2,1 milhões de infectados ao longo da pandemia.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?