Navigation

Peru supera 160.000 casos de COVID-19, com 8.805 novos contágios

O presidente do Peru, Martin Vizcarra, em coletiva de imprensa em Lima, em 5 de maio de 2020. Foto divulgada pela Presidência peruana. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 01. junho 2020 - 00:07
(AFP)

O Peru, segundo país da América Latina com os mais infectados por COVID-19, ultrapassou 160.000 casos confirmados neste domingo, depois de registrar um número recorde de mais de 8.000 infecções em 24 horas, informou o Ministério da Saúde.

O país andino registrou 8.805 novos casos, elevando as infecções para 164.476, segundo comunicado do Ministério.

Na América Latina, o Peru é superado apenas pelo Brasil no número total de casos registrados e é o terceiro no número de mortes, atrás do Brasil e do México.

O número de mortos chegou a 4.506, em um país de 33 milhões de habitantes com capacidade hospitalar à beira do colapso, com 8.802 pacientes hospitalizados pelo vírus e sua economia semiparalisada.

Nas últimas 24 horas, 135 pessoas morreram, uma queda em relação ao dia anterior, com 141 óbitos.

O presidente Martín Vizcarra anunciou que seu país está em 50% da luta contra a COVID-19.

"Esses tipos de pandemias são complexos. Eles têm um longo processo de crescimento e depois um longo processo de queda. Estamos em apenas 50% desse esforço", disse a jornalistas.

"Estamos há três meses nesse processo e, para concluí-lo (...), leva de 6 a 8 meses", disse o presidente após visitar um hospital de pacientes com coronavírus na cidade de Huaraz, cerca de 400 quilômetros ao norte de Lima.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.