Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O robô Philae em foto divulgada pela Agência Espacial Europeia, no dia 13 de novembro de 2014

(afp_tickers)

Abaixo, os principais passos da saga do robô Philae, de seu desembarque no núcleo de um cometa a seu despertar na madrugada de sábado para domingo:

-- 12 DE NOVEMBRO DE 2014 --

O pequeno robô Philae, passageiro há mais de dez anos da sonda espacial europeia Rosetta, pousa no núcleo do cometa Churyumov-Gerasimenko após sete horas em queda livre, a mais de 510 milhões de quilômetros da Terra, pela primeira vez na história.

"É um grande passo para a civilização humana", comemorou a Agência Espacial Europeia (ESA). A Nasa fala de um "avanço" capital na história da exploração espacial.

-- 13 DE NOVEMBRO DE 2014 --

O Centro Nacional de Estudos Espaciais (CNES) anuncia que o robô-laboratório, munido de dez instrumentos para estudar o cometa, funciona e começou a trabalhar.

Mas após duas tentativas, acabou pousando em um lugar mal iluminado, o que representa um problema já que sua bateria tem duração de 60 horas. Trata-se de uma bateria alimentada por painéis solares. Apesar desta posição desconfortável, já com uma perna "no ar", as fotos tiradas por Philae e suas seis câmeras são espetaculares.

-- 14 DE NOVEMBRO DE 2014 --

Philae, que trabalha dia e noite, consegue operar a maioria de seus instrumentos. Quando suas pilhas começaram a enfraquecer, começou a primeira perfuração feita em um cometa, e envia uma nova leva de dados. Mas mais tarde toma-se conhecimento de que ele havia perfurado o vazio porque estava mal posicionado.

-- 15 DE NOVEMBRO DE 2014 --

Por causa da iluminação insuficiente, Philae entra no modo "sleep", dando início a uma longa hibernação.

-- ENTRE MARÇO E MAIO DE 2015 --

Os cientistas da missão Rosetta tentam sem sucesso entrar em contato com Philae, esperando um sinal de vida do cometa que, escoltado por Rosetta, se aproxima do Sol.

-- 13 DE JUNHO DE 2015 --

Após sete meses de sono, Philae acorda inesperadamente sábado, às 17h38, horário de Brasília. "Philae está vivo! Que alegria!", anunciou triunfalmente o CNES, esperando que o robô seja capaz de retomar rapidamente o trabalho.

-- 14 E 15 DE JUNHO DE 2015 --

O robô entra de novo em contato com Rosetta. "A vida é bela" no cometa, tuitou Philae via ESA. "Recebo três horas de luz por dia e consegui me restabelecer".

AFP