Navigation

Polícia da Nigéria prende 'líder carniceiro' do grupo Boko Haram

O líder do Boko Haram, Abubakar Shekau (c), gesticula, em vídeo divulgado pelo grupo em 13 de julho de 2014. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 15. julho 2014 - 18:04
(AFP)

A polícia da Nigéria anunciou nesta terça-feira a detenção de um dos comandantes do Boko Haram, conhecido como "líder carniceiro", em uma operação contra um dos campos do grupo islamita armado no nordeste do país.

Mohamed Zakari, de 30 anos, foi detido no sábado "após um importante ataque das forças de segurança contra as atividades do grupo" na floresta de Balmo, no estado de Bauchi, afirma o comunicado da polícia.

Zakari participou "no recente massacre de sete pessoas, incluindo mulheres e crianças", segundo o comunicado.

Segundo a polícia, a floresta de Balmo é uma das numerosas bases operacionais a partir das quais o grupo extremista planeja os ataques mais violentos na região nordeste.

Os atos de violência do grupo islamita deixaram mais de 10.000 mortos na Nigéria em cinco anos.

O estado de Bauchi é um dos mais abalados pela insurreição.

Zakari não é conhecido como um dos líderes islamistas na Nigéria, mas o Boko Haram é um grupo muito fraturado, com células autônomas que têm os próprios líderes.

O Boko Haram, que reivindica a criação de um Estado Islâmico no norte da Nigéria, majoritariamente muçulmano, é liderado por Abubakar Shekau, considerado um terrorista pelo governo dos Estados Unidos.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?