Navigation

Quito se torna cidade com mais casos de COVID-19 no Equador

Foto publicada pela Assembleia Nacional do Equador que mosyta a nova vice-presidenta do país, María Alejandra Muñoz (C), desinfectando seus sapatos contra a propagação do novo coronavírus COVID-19 ao chegar para sua posse na Assembleia Nacional, em Quito em 22 de julho de 2020 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 23. julho 2020 - 18:26
(AFP)

Quito se tornou nesta quinta-feira a cidade com o maior número de casos de COVID-19 no Equador, superando em mais de uma centena de contagiados Guayaquil, no sudoeste e um dos primeiros surtos de pandemia na América Latina, segundo o balanço oficial.

A capital equatoriana totaliza 11.900 infectados em comparação com 11.788 no porto de Guayaquil, segundo o relatório diário do Ministério da Saúde.

Nas últimas 24 horas, em Quito - a cidade mais populosa do Equador, com cerca de 2,8 milhões de pessoas -, o número de casos aumentou em 159, enquanto em Guayaquil - com cerca de 2,7 milhões de habitantes - apenas 18 infecções foram registradas nesse mesmo período.

O Equador, com cerca de 17,5 milhões de habitantes, relatou nesta quinta-feira um total de 78.148 casos do novo coronavírus, incluindo 5.439 mortes (31 mortes por 100.000 habitantes). Existem também 3.412 outras mortes prováveis da pandemia.

Guayaquil sofreu o pior da pandemia entre março e abril, com um sistema de saúde em colapso e mortos em casas e nas ruas. No centro comercial do Equador, a Polícia começou a entregar os corpos de 216 pessoas que morreram durante o auge da crise e que permaneceram sem identificação acumulados em contêineres refrigerados.

Quito agora enfrenta uma taxa acelerada de contágio, motivo pelo qual o governo ordenou na sexta-feira passada patrulhamentos feitos pelos militares e pela polícia nos bairros onde há mais casos e maior descumprimento das medidas de biossegurança.

Desde 30 de junho, o número de infectados quase dobrou em Quito, onde o número de mortos pela pandemia totaliza 582.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.