Navigation

Relatório adverte para risco de ataques de hackers contra carros

Jamie Court, do grupo Consumer Watchdog dos EUA, divulga relatório sobre vulnerabilidade de automóveis conectados à Internet. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 02. agosto 2019 - 03:46
(AFP)

Os novos carros 'conectados' são vulneráveis a ataques de hackers, que podem gerar acidentes fatais, advertiu nesta quinta-feira um grupo americano de defesa dos consumidores.

Um relatório do Consumer Watchdog afirma que os carros conectados à Internet estão se convertendo rapidamente em um padrão, mas isto constitui uma ameaça à segurança nacional.

"O problema das tecnologias da indústria é que os sistemas críticos para a segurança destes veículos estão se conectando à Internet sem a segurança adequada e sem a opção de desconectá-los em caso de ataque informático", adverte o relatório.

O documento destaca que os executivos da indústria têm consciência do risco, mas permanecem promovendo a aplicação desta tecnologia em veículos novos, colocando os lucros corporativos acima da segurança.

O relatório é resultado de um estudo de cinco meses, que contou com a ajuda de mais de 20 denunciantes do setor.

Um grupo de técnicos e especialistas da indústria automotiva avaliou que um ataque de hackers em massa no horário de pico poderia matar até 3 mil pessoas.

"É possível controlar qualquer tipo de aspecto do seu automóvel a partir de um smartphone, incluindo dar partida no motor, ligar o ar-condicionado e verificar sua localização", recordou um dos denunciantes.

O relatório recomenda que todos os veículos conectados sejam equipados com um interruptor de desligamento da Internet e que todos os sistemas críticos de segurança sejam isolados dos sistemas de informação e entretenimento conectados à Internet ou outras redes.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.