Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Julho) Vista do Coliseu

(afp_tickers)

A capital italiana se preparava para comemorar o 2.000º aniversário da morte do primeiro imperador romano, Augusto, com uma série de iniciativas, incluindo o lançamento de uma assinatura anual para a visita a sítios arqueológicos a preços promocionais.

Além disso, obras de requalificação de sítios estão em andamento, principalmente no Museu Palatino, a "casa di Augusto", a casa de Augusto no Palatino, e "casa di Livia", onde viveu o imperador Augusto e sua família, informou nesta terça-feira o ministro da Cultura, Dario Franceschini, apresentando a programação das comemorações. Estes dois locais estarão abertos ao público a partir de 18 de setembro.

A responsável pelos bens arqueológicos de Roma, Mariarosaria Barbera, anunciou por sua vez o lançamento de uma assinatura anual de um cartão que permitirá visitar o Coliseu, o Museu Palatino e o Fórum Romano quantas vezes quiser em um ano.

"Este cartão destina-se principalmente aos habitantes de Roma, mas também tem vantagens para os pesquisadores e todos aqueles que visitam Roma pelo menos duas vezes por ano", declarou Barbera.

O cartão estará à venda a partir de 25 de setembro. A assinatura do serviço custará 25 euros por ano para os adultos e 18 euros para crianças com menos de 25 anos.

O imperador Augusto, filho adotivo de Júlio César, nasceu em 23 de setembro de 63 av. A.C e morreu em 19 de agosto de 14 D.C.

AFP