Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O governo líbio pediu ajuda internacional e vários países demonstraram sua vontade de enviar aviões de combate a incêndios.

(afp_tickers)

O governo líbio anunciou nesta segunda-feira que a situação "está muito perigosa" com o incêndio de um segundo depósito de combustível, enquanto os bombeiros ainda tentam apagar o fogo em um primeiro imenso depósito perto de Trípoli.

"A situação está muito perigosa após o início de um incêndio em um segundo depósito de petróleo e derivados", alertou o governo em um breve comunicado.

As autoridades pediram aos habitantes que abandone a zona pela possibilidade de uma explosão de grande magnitude.

O governo líbio também pediu ajuda internacional e vários países demonstraram sua vontade de enviar aviões de combate a incêndios.

Segundo o governo, os incêndios podem "provocar uma catástrofe humana e ambiental, cujas consequências são imprevisíveis".

Os combates entre grupos rivais se intensificaram na Líbia, onde ao menos 138 pessoas morreram e 450 ficaram feridas nas últimas duas semanas, em meio a advertência dos governos ocidentais para que seus cidadãos abandonem um país mergulhado no caos.

AFP