Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Seis supostos membros da al-Qaeda e três soldados iemenitas morreram neste domingo em confrontos em Katan,  cidade na província de Hadramout (sudeste), onde os ataques contra o exército aumentaram recentemente

(afp_tickers)

Seis supostos membros da al-Qaeda e três soldados iemenitas morreram neste domingo em confrontos em Katan, cidade na província de Hadramout (sudeste), onde os ataques contra o exército aumentaram recentemente, de acordo com fontes militares.

"As forças armadas bombardearam uma casa durante a madrugada, onde se entrincheiraram combatentes da Al-Qaeda, matando três deles e ferindo outros", declarou à AFP uma autoridade local, que pediu para não ser identifica.

O corpo de um quarto insurgente foi encontrado na casa onde dois homens e duas mulheres foram detidos, segundo uma fonte militar.

As quatro pessoas detidas eram uma paquistanesa e uma filipina, um somali e um iemenita.

Em retaliação, os insurgentes da rede extremista lançaram um ataque contra um acampamento das forças do governo, acrescentou o funcionário.

"Três soldados foram mortos e outros seis ficaram feridos nos confrontos que continuaram por quatro horas", indicou, evocando "dois mortos e quatro feridos entre os agressores".

AFP