Navigation

Site da embaixada da Venezuela na Argentina é hackeado com falso apoio a Guaidó

O líder da oposição da Venezuela, Juan Guaido, fala com a imprensa no Palácio Legislativo Federal, em Caracas, em 4 de fevereiro de 2019 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 07. fevereiro 2019 - 21:10
(AFP)

A embaixada da Venezuela na Argentina denunciou nesta quinta-feira que seu site foi vítima de um ataque cibernético com declarações em favor do reconhecimento de Juan Guaidó como presidente do país caribenho.

Durante algumas horas a página mostrava uma declaração falsa em nome do encarregado de negócios argentino, Juan José Valero, que "em resposta às decisões de outros diplomatas venezuelanos na região" reconheceu a Assembleia Nacional Legislativa da Venezuela como "único corpo legítimo" do país.

"@EmbaVen_Arg informa que o site da instituição foi hackeado, e nossa equipe diplomática ratifica sua LEALDADE ABSOLUTA com o presidente @NicolasMaduro e sua rejeição a essas ações ilegais que apenas expressam a falta de apoio para o novo ataque imperial. VAMOS VENCER!", escrever a missão diplomática em sua conta no Twitter.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.