Navigation

Sobe para 84 número de mortos em rompimento de barragem em Brumadinho

Bombeiros recuperam o corpo de uma vítima do rompimento da barragem da mineradora Vale em Córrego do Feijão, cidade de Brumadinho (MG), em 29 de janeiro de 2019 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 29. janeiro 2019 - 21:34
(AFP)

O número de mortos no rompimento da barragem da mineradora Vale subiu para 84, informou nesta terça (29) a Defesa Civil de Minas Gerais, segundo a qual estão desaparecidas 276 pessoas, enquanto o balanço anterior reportava 288.

"Temos neste momento 276 desaparecidos, 84 mortos, 42 corpos identificados", disse o tenente-coronel da Defesa Civil de Minas Gerais, Flávio Godinho.

As autoridades informaram ainda que o número de pessoas localizadas é de 391 e que desde o sábado não foi resgatado nenhum sobrevivente.

Na sexta-feira, o rompimento da barragem de rejeitos de mineração da companhia Vale na mina de Córrego do Feijão, no município de Brumadinho, provocou um tsunami de lama que devastou a região.

Nos próximos dias, "a possibilidade de encontrar pessoas vivas é muito pequena", declarou o porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, tenente Pedro Aihara.

No quinto dia de buscas intensas, os trabalhos se estenderão até as 21h e serão retomados às 04h de quarta-feira.

Desde que ocorreu a catástrofe, a Vale tem sido alvo de uma ofensiva judicial, com elevadas multas e bloqueios bilionários.

Nesta terça, a Polícia deteve cinco engenheiros, três deles funcionários da Vale, responsáveis pela autorização da mina.

Foram detidos também dois engenheiros da alemã TÜV SÜD, que em setembro de 2018 garantiu a estabilidade da barragem.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.