Navigation

Sudanesa cristã se refugia na embaixada dos EUA em Cartum

Meriam Ishag foi condenada a 100 chibatadas e enforcamento afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 26. junho 2014 - 18:33
(AFP)

A sudanesa cristã Meriem Yahia Ibrahim Ishag, de 26 anos - condenada à morte por apostasia -, buscou abrigo na embaixada americana em Cartum, informou sua advogada nesta quinta-feira.

"Ela está na embaixada americana neste momento", declarou a advogada Muhanad Mustafa à AFP.

Meriem teve seu julgamento anulado, na última segunda-feira, 23 de junho, depois de ter sido condenada à morte por renúncia religiosa. No dia seguinte, quando tentava deixar o Sudão com o marido e os dois filhos, ela foi detida pela polícia.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.