Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um hospital alemão declarou nesta terça-feira que o susposto caso de Ebola registrado em Berlim, depois que uma paciente africana apresentou sintomas de febre, na realidade se trataria de uma caso de gastroenterite.

(afp_tickers)

Um hospital alemão declarou nesta terça-feira que o susposto caso de Ebola registrado em Berlim, depois que uma paciente africana apresentou sintomas de febre, na realidade se trataria de uma caso de gastroenterite.

A mulher apresentava uma febre forte e problemas de circulação, sintomas de uma possível doença infecciosa. Ela foi levada para o Hospital da Caridade, informou Rolf Erbe, un porta-voz dos bombeiros.

De acordo com o jornal Bild, a mulher nasceu na Nigéria e disse que teve contato com pessoas contaminadas com Ebola.

"A paciente foi isolada na ambulância e a equipe adotou medidas de proteção antes da paciente ser admitida no serviço de infectologia", afirmou Erbe.

Mas o hospital esclareceu que os médicos "não pensam por ora em uma infecção pelo vírus do Ébola e sim em uma gastroenterite", segundo um comunicado.

"Para descartar formalmente o risco de Ebola, será realizado obviamente um teste de sangue", informou o hospital.

AFP