Navigation

Suspeitos são detidos após acidente fatal no metrô de Moscou

Flores são depositadas na entrada da estação de Park Pobedy afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 16. julho 2014 - 18:01
(AFP)

Dois suspeitos foram detidos após o descarrilamento de um vagão do metrô de Moscou, que deixou pelo menos 21 mortos e 100 feridos, anunciou o comitê de investigação russo.

"Os investigadores prenderam dois suspeitos por violação das normas de segurança nos transportes", anunciou o comitê, principal órgão para investigações criminais na Rússia.

Os detidos foram o chefe de manutenção Valeri Bashkatov e seu auxiliar Yuri Gordov.

De acordo com os investigadores, no mês de maio começaram obras preparatórias para a instalação de um novo sistema de mudança de vias entre as estações Park Pobedy e Slavianski Boulevard, onde aconteceu a catástrofe de terça-feira.

"Bashkatov e Gordov estavam diretamente envolvidos nas obras e em seu monitoramento", destacou o comitê.

As obras não aconteceram da maneira correta, segundo o comitê de investigação. Os dois detidos foram interrogados e serão indiciados.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?