Navigation

Tailândia registra primeiro caso de novo vírus procedente da China

A infecção foi confirmada pela primeira vez em dezembro, em Wuhan, e, inicialmente, despertou temores de ressurgimento do vírus da Sars. Altamente contagioso, foi responsável pela morte de cerca de 800 pessoas, a maioria na China, nos anos 2000 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 13. janeiro 2020 - 17:53
(AFP)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou nesta segunda-feira (13) um primeiro caso na Tailândia do novo vírus da mesma família Sars que está por trás de um surto de pneumonia na China, diagnosticado em uma pessoa que viajou para aquele país.

A pessoa oriunda de Wuhan, China, foi hospitalizada na Tailândia em 8 de janeiro após ser diagnosticada com pneumonia leve.

"Os testes de laboratório confirmaram mais tarde que o novo vírus era a causa", disse o porta-voz da OMS, Tarik Jasarevic, por e-mail à AFP.

No sábado, as autoridades de saúde chinesas anunciaram o primeiro óbito provocado pelo misterioso surto de pneumonia que os especialistas atribuem a um novo vírus da família da Sars (Síndrome Respiratória Aguda Grave).

A Comissão de Saúde da cidade de Wuhan (centro) informou que, das 41 pessoas diagnosticadas com este novo coronavírus, uma faleceu, e outras sete se encontram em estado grave.

A infecção foi confirmada pela primeira vez em dezembro, em Wuhan, e, inicialmente, despertou temores de ressurgimento do vírus da Sars. Altamente contagioso, foi responsável pela morte de cerca de 800 pessoas, a maioria na China, nos anos 2000.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.