Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Separatistas pró-Rússia em ponto de controle na estrada entre Luugansk e Donetsk, no leste da Ucrânia, em 9 de julho de 2014.

(afp_tickers)

Blindados e tanques do exército ucraniano estão a apenas 23 km de Donetsk, a grande cidade do leste do país controlada por separatistas pró-Rússia, constatou a AFP nesta quinta-feira.

Uma coluna de tanques, blindados e caminhões, de 1,5 quilômetro de comprimento, avançou a partir de quarta-feira de Mariupol, sem combates, e se dispersou por vários pontos, informaram à AFP soldados ucranianos.

Os militares cavavam trincheiras nos campos próximos à localidade de Olenivka.

O objetivo é cercar Donetsk e Lugansk, os dois principais redutos dos insurgentes.

Correspondentes da AFP observaram um tanque e dois blindados de infantaria, de fabricação russa, situados dos dois lados de uma estrada e, mais afastado, um canhão antiaéreo e vários veículos militares espalhados pela região de floresta.

Nos últimos dias, as forças de Kiev retomaram várias cidades dos rebeldes e o governo ucraniano anunciou um bloqueio a Donetsk e Lugansk.

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, anunciou ter ordenado que as operações contra os separatistas não provoquem mortes entre a população civil. Mas de acordo com testemunhas, alguns tiros atribuídos ao exército ucraniano atingiram bairros residenciais de Lugansk.

Três soldados ucranianos morreram e 27 ficaram feridos nas operações contra os separatistas no leste do país durante as últimas 24 horas, anunciaram as autoridades.

Os separatistas destacaram a intenção de resistir, mas admitiram que as forças de Kiev são muito superiores em número e em equipamento.

AFP