Navigation

Toyota prorroga por uma semana paralisação de suas fábricas na China

(Arquivo) Toyota anunciou a prorrogação por uma semana da suspensão das atividades em suas fábricas na China afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 29. janeiro 2020 - 13:04
(AFP)

A montadora japonesa Toyota anunciou nesta quarta-feira a prorrogação por uma semana da suspensão das atividades em suas fábricas na China, até 9 de fevereiro, pela crise de saúde provocada pelo coronavírus de Wuhan.

"Vamos supervisionar a situação e tomar uma nova decisão depois desta data", disse um porta-voz do grupo.

A Toyota tem três fábricas de veículos na China, uma em Guangzhou (sul em parceria com a chinesa GAC e duas, em parceria com a FAW, em Tianjin, perto de Pequim (nordeste), e em Sichuan (centro).

As fábricas estão paradas desde 23 de janeiro pelas férias de Ano Novo, mas a retomada das atividades foi adiada por "vários fatores, incluindo as instruções das autoridades locais e regionais", explicou o porta-voz da empresa.

As demais oito fábricas de produção (peças e componentes) da Toyota na China também estão paralisadas.

O coronavírus descoberto na cidade chinesa de Wuhan deixou 132 mortos e contaminou quase 6.000 pessoas na China continental, de acordo com o balanço mais recente.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.