Navigation

Trump recorrerá a tarifas se Legislativo mexicano não aprovar acordo migratório

Mexicano Roberto Márquez coloca bandeira dos EUA no muro da fronteira entre ambos países, entre El Paso e Ciudad Juárez, em 9 de junho de 2019 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 10. junho 2019 - 12:32
(AFP)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta segunda-feira que uma nova disposição do acordo com o México sobre migração precisará da aprovação do Legislativo do país, e alertou que, se isso não acontecer, vai impor tarifas ao vizinho.

Trump não revelou mais detalhes sobre a disposição, mas disse que a tornará pública "em um futuro não muito distante e que precisará do voto do corpo legislativo do México".

"Não antecipamos um problema com a votação, mas se por alguma razão não chegar, as tarifas se restabelecerão", tuitou o mandatário.

O poder legislativo mexicano funciona em uma congresso bicameral. O Morena, o partido do presidente Andrés Manuel López Obrador, tem maioria absoluta na Câmara dos Deputados, mas não no Senado.

Trump referiu-se pela primeira vez a essa disposição no domingo à noite em um tuíte no qual defendeu um acordo com o México.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.