Navigation

Twitter anuncia medidas contra conteúdo manipulado, inclusive 'deepfake'

O Twitter anunciou nesta terça-feira (4) um plano para conter a disseminação de conteúdo manipulado, incluindo a falsificação de vídeos afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 04. fevereiro 2020 - 21:54
(AFP)

O Twitter anunciou nesta terça-feira (4) um plano para conter a disseminação de conteúdo manipulado, incluindo a falsificação de vídeos, prática conhecida como "deepfake", como parte de uma ação de combate à desinformação que pode resultar em incitação à violência ou outros danos.

A política foi anunciada após a plataforma solicitar comentários no ano passado sobre formas de reduzir "mídia sintética e manipulada" que possa causar danos às pessoas durante campanhas eleitorais ou provocar violência ou agressões físicas.

O Twitter que, juntamente com outras mídias sociais, vem lutando para responder à preocupação gerada pela desinformação, disse que sua nova política consiste em um misto de "rótulos" de alerta para tuítes que incluam imagens ou vídeos manipulados e a própria remoção das postagens.

A ação é adotada em meio à preocupação crescente com vídeos alterados usando inteligência artificial, uma prática conhecida como "deepfake", juntamente com outros tipos de manipulação usadas para enganar usuários de mídias.

A partir de março, a rede social rotulará ou retirará estes conteúdos com um mês de antecedência.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.